• supereco

Inst. Supereco realiza 3ª edição do Festival Tecendo as Águas no dia 18 de agosto, em São Sebastião

Atualizado: 10 de Ago de 2018

Educação Ambiental, Gastronomia e Sustentabilidade, com a valorização da tradição caiçara, marcam a terceira edição do Festival Tecendo as Águas, com apresentações culturais, artesanato, sorteio de brindes e muita diversão para toda a família



Vista aérea da última edição do Festival Tecendo as Águas
Vista aérea da última edição do Festival Tecendo as Águas

Como utilizamos e conservamos os recursos hídricos é um dos principais temas do Festival Tecendo as Águas, que será no Espaço Batuíra no sábado, 18 de agosto. O Festival, realizado pelo Instituto Supereco e a Prefeitura de São Sebastião, junto com o Instituto Educa Brasil e uma rede de parceiros, é organizado com a participação da comunidade beneficiada pela segunda fase do Projeto Tecendo as Águas, patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental.


Seu principal objetivo é ser um atrativo temático e turístico anual, a partir de um olhar estratégico para as águas do litoral norte de SP, unindo cultura, geração de renda, turismo e sustentabilidade. “Estamos no coração da Mata Atlântica, mantida viva pelas águas do litoral norte. O turismo educativo, cultural e sustentável, como o Festival Tecendo as Águas, é uma grande oportunidade para as suas comunidades e para a região”, ressalta a Coordenadora geral do Projeto Tecendo as Águas, Andrée de Ridder Vieira.


A mesa de abertura abordando os recursos hídricos está prevista para às 16h, com a participação de representantes das prefeituras de São Sebastião, Caraguatatuba, Fundação Educacional e Cultural Deodato Santana, Instituto Supereco e Petrobras e o encerramento ficará por conta do grupo de Maracatu Odé da Mata, a partir das 20h.


A programação começa às 14h30, com oficinas de reciclagem de papel, PANCs (Plantas Alimentícias Não Convencionais) e boneca Abayomi (iorubá – que traz alegria). Durante todo dia, crianças e famílias podem participar das atividades de recreação com temáticas relacionadas à educação ambiental e sustentabilidade.

Crianças e jovens também serão protagonistas das atrações musicais e de apresentações de dança com alunos da Fundass (Fundação Educacional e Cultural de São Sebastião Deodato Santana) e dos Projetos Sociais Garoçá, Cidadão Criança e Viração. Uma contação de histórias muito especial com o Frei Marcelo, da Igreja Nossa Senhora do Amparo (bairro São Francisco – convento) é diversão garantida.




A festa contará, ainda, com sorteio de brindes, exposições de peças artesanais produzidas pelos alunos do curso de ecoempreendedorismo do Tecendo as Águas, equipamentos de acessibilidade e turismo para praias e trilhas, da Refresh Brazil, e Aves da Mata Atlântica (em parceria com a Fundação Florestal).


Serviço:

Festival Tecendo as Águas

Local: Espaço Batuíra

Endereço: Martins do Val nº 99, no bairro São Francisco – São Sebastião

Horário: das 14h30 às 21h

Entrada franca

Informações: (12) 3862-0100 e comunicacao@supereco.org.br


Menos lixo com barro à mesa e muito sabor

O Festival levanta a bandeira sobre a poluição marinha e os descartáveis. A ceramista do bairro São Francisco, Maria Aparecida Ivanov (Cida), está preparando peças especiais para servir grande parte das produções gastronômicas da festa, incentivando o consumo responsável com muito sabor. Já imaginou, deliciar-se com um prato tipicamente caiçara e levar para casa um pedaço da história do Bairro moldada pela última paneleira do São Francisco? É só chegar!


“Cida paneleira” é a última herdeira viva dos ensinamentos da saudosa Adélia Barsotti, que ensinou a arte de transformar barro em panela, deixando viva uma tradição tão antiga em São Sebastião, especificamente no bairro São Francisco.



Cida Ivanov prepara peças de barro especialmente para o Festival Tecendo as Águas, incentivando o consumo sustentável
Cida Ivanov prepara peças de barro especialmente para o Festival Tecendo as Águas, incentivando o consumo sustentável

Feira orgânica e fortalecimento da economia local

Agricultores da região beneficiados pelo Projeto Tecendo as Águas terão um espaço especial para comercializar produtos orgânicos fresquinhos, diretamente das terras caiçaras para a sua mesa. Prestigie as atrações culturais e aproveite para “fazer a feira”, levando para casa produtos da época e da região, como queijos, frutas e legumes, contribuindo assim para a valorização e o fortalecimento da economia local. Traga sua sacola!


Rede de Parceiros do Instituto Supereco

Além do patrocínio da Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental, o Projeto Tecendo as Águas conta com uma rede de parceiros estratégicos como o Instituto Educa Brasil, Prefeitura de Caraguatatuba, Prefeitura de São Sebastião, Instituto Trata Brasil, CBH-LN (Comitê de Bacias Hidrográficas do Litoral Norte), CEAG (Centro de Educação Ambiental de Guarulhos), Refresh Brazil e OBME (Organização Brasileira das Mulheres Empresárias).


Supereco nas redes sociais

Visite nosso site: www.supereco.org.br, e aproveite para curtir a gente nas redes sociais. Facebook - páginas Instituto Supereco, Projeto Tecendo as Águas e Roteiro Caminho das Águas, e Instragram - Instituto Supereco. Acompanhe também a programação da Rádio Supereco.com, com reportagens especiais extraídas da Oficina de Educomunicação que o projeto Tecendo as Águas ministra com alunos da Escola Estadual Nair Ferreira Neves. Baixe o aplicativo Rádio Supereco no seu celular e fique por dentro de tudo que acontece na região.


Prêmios

O projeto “Tecendo as Águas”, conquistou dois prêmios importantes: 1º Lugar da categoria de Preservação dos Recursos Naturais do prêmio “LIF 2015 – Clima e Sociedade: a mudança começa em nós”, da Câmara de Comércio França-Brasil, e ainda, "Melhores Práticas de Educação Ambiental e Gerenciamento de Recursos Hídricos de 2014”durante o “XII Diálogo Interbacias de Educação Ambiental em Recursos Hídricos – Água & Energia”, além da representatividade entre os melhores projetos brasileiros selecionados pela Abong (Associação Brasileira de ONGs) para fazer parte da delegação brasileira no Fórum Social Mundial de 2015, na Tunísia, África.