• supereco

Mês Mundial da Água 2022: conservar as águas é cuidar da vida

Projeto Tecendo as Águas alerta sobre a poluição dos rios que impacta as águas dos manguezais e do Oceano.


Mutirão de limpeza do Projeto Tecendo as Águas em São Sebastião/SP. Mar/2022.


Pouca gente se dá conta, mas as águas doces dos rios, que nascem na Serra do Mar, se juntam com as águas de outros cursos d´água e dos manguezais e vão em direção ao Oceano. E todo tipo de poluição nestes ambientes segue com o fluxo das águas, no ir e vir dos rios e das marés. É essa visão sistêmica que o “Projeto Tecendo as Águas: serra, terra e mar”, em parceria com a Petrobras, quer promover no mês em que se comemora o Dia Mundial da Água.

“É preciso olhar o tempo todo de onde vem e para onde vão as coisas. Para além de promover ações de limpeza das praias e do Oceano, os rios precisam com urgência de atenção com ações educativas para evitar que seja um dos locais mais usados para jogar um monte de lixo e objetos de todo tipo. Assim como medidas de recuperação, como a preservação e a restauração de suas matas ciliares, e exigirmos a coleta e tratamento de esgoto. Já encontramos mais de 1 milhão de coliformes fecais num rio do litoral norte que deságua no mar em uma das análises da água feita pelo Instituto Supereco”, alerta Andrée Vieira – Coordenadora geral do Tecendo as Águas.

Se a água é um recurso fundamental para a sobrevivência de todas as comunidades de vida, e ainda que 71% do planeta Terra seja coberto por água, temos apenas 3% de água doce e menos de 1% desse volume é hoje considerado água potável, boa e segura para o consumo.

A responsabilidade para mudar essa realidade é de todos, como vem fazendo o Tecendo as Águas desde 2013. Para sensibilizar e encontrar caminhos e soluções junto com a comunidade no combate à poluição de resíduos em serra, na terra e no mar, a agenda do mês de março do Tecendo as Águas está bem recheada de atividades com crianças, jovens e adultos.

Desde oficinas educativas “O mar não está pra lixo”, mutirões de limpeza de praias, rios e manguezais e abraço simbólico pelo Rio, produção de materiais sobre a temática pelos jovens em oficinas de radioweb, até um Curso de Ecoempreendedorismo para mulheres com um novo olhar sobre a diminuição na geração e o reaproveitamento dos resíduos na economia criativa. Confira a agenda e acompanhe todo nosso percurso pelas redes sociais.


Jovem educomunicador da radiowebsupereco.com em ação educativa.


O mês de março será apenas um marco para chamar a atenção da sociedade em atividades presenciais e online, inclusive alertando sobre como as mudanças climáticas podem impactar a segurança hídrica. Mas a terceira etapa do Tecendo as Águas (2021-2023) irá trabalhar o ano todo a visão da água conectando todos os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e a Carta da Terra para a construção de cidades e de comunidades mais sustentáveis, justas e capazes de cuidar de todas as formas de vida e não só dos humanos!


Rio Juqueriquerê, Caraguatatuba


É um grande desafio para o litoral norte de SP considerando a taxa de crescimento populacional e a vocação turística da nossa região, onde o cenário é extremamente crítico, com rios poluídos, praias e Oceano repletos de resíduos. Os esgotos sanitários representam a principal fonte de poluição dos recursos hídricos, evidenciando que os investimentos estão aquém da necessidade atual. Os rios que entremeiam as grandes manchas urbanas são os mais afetados e, consequentemente, acarretam a qualidade das águas, a balneabilidade a saúde pública e o potencial turístico, segundo relatório de situação dos recursos hídricos do Litoral Norte (CBHLN, 2019), apresentado pelo Comitê de Bacias Hidrográficas do Litoral Norte.

“Entendemos que a gestão de um território deve ser feita a partir da dinâmica das águas. Precisamos conhecer o cenário e as pessoas que fazem parte desse enredo e a partir delas transformar nosso ambiente. É dentro desse contexto que a Supereco vem atuando há quase 30 anos e é assim que estamos trabalhando nessa etapa do projeto Tecendo as Águas. Acreditamos na comunidade como protagonista, empreendendo de forma sustentável e consciente, fortalecendo o turismo e a identidade local, dando voz a pescadores e líderes, levando suas demandas nos fóruns e conselhos, como por exemplo o Comitê de Bacias Hidrográficas. O que é parte da nossa rotina se torna ainda mais importante no mês de março, o mês das águas.”, ressalta Pedro Rego, especialista socioambiental do Tecendo as Águas.

Para avançar a passos que causem transformação socioambiental, o Instituto Supereco tem a parceria da Petrobras para a realização do Tecendo as Águas e vem reunindo uma rede de apoiadores operacionais para as ações como a OBME - Organização Brasileira de Mulheres Empresárias, a Refresh Brasil, o Viva Instituto Verde Azul, o Instituto Educa Brasil, a Gonçalves Turismo e a Prefeitura de Caraguatatuba. Novos apoios estão sendo prospectados e o grupo quer juntar um Oceano de gente por esta causa!

Se você quiser tecer conosco e participar dessa mudança entre em contato com o Instituto Supereco.


Facebook: facebook.com/tecendoasaguas

Instagram: @institutosupereco

Site: www.supereco.org.br/tecendo

Tel: (12) 38.620100/ E-mail: comunicacao@supereco.org.br


Agenda de março /22


Durante o mês

  • Oficinas “O mar não está pra lixo” e “Conservação de baleias, golfinhos e outros animais marinhos” com escolas e projetos sociais em São Sebastião e Caraguatatuba

  • Oficinas de Educomunicação Década dos Oceanos, águas doces, ODS e Carta da Terra com escolas e projetos sociais em São Sebastião e Caraguatatuba

17 de março

  • Ação educativa “O mar não está pra lixo”: uma rede pelo Juqueriquerê, com mutirão de limpeza, contação de histórias, oficinas educativas, abraço pelo Rio e poesia no Porto Novo, Caraguatatuba.


Todas as quintas-feiras: manhã

  • Mutirões de limpeza da Praia do São Francisco, com a participação de voluntários na Praia São Francisco, São Sebastião

Todas as quintas-feiras: tarde

  • Curso de Ecoempreendedorismo para fortalecer negócios sustentáveis e economia solidária e criativa na sede do Instituto Supereco, São Francisco, São Sebastião

23 de março

  • Ação educativa “O mar não está pra lixo”: salve o rio Perequê-mirim, com mutirão de limpeza, contação de histórias, oficinas educativas, abraço pelo Rio e cantoria no Bairro São Francisco, São Sebastião.


Sobre o Instituto Supereco:

É uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), fundada em 1994, que promove soluções socioambientais com protagonismo social, transformação de vidas e sustentabilidade. Sua atuação é alinhada com a prática dos princípios e diretrizes da Carta da Terra, do Tratado de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis e responsabilidade global, dos ODS - Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e da Agenda 2030. www.supereco.org.br


Saiba sobre o projeto Tecendo as Águas

O Tecendo as Águas, etapa 1 (2013-2015) e etapa 2 (2017-2019) foi patrocinado pela Petrobras, por meio da aprovação do Instituto Supereco no edital público Programa Petrobras Socioambiental.

Em sua primeira etapa o Tecendo as Águas envolveu seis eixos temáticos entre eles Educação, Restauração florestal e Ecoeficiência em áreas rurais e de nascentes, Saneamento e Saúde, Caracterização de Bacias Hidrográficas, Turismo Sustentável e Educomunicação, e resultou na capacitação e mobilização de lideranças comunitárias, moradores e representantes do governo, de organizações não-governamentais e de instituições públicas e privadas, para a formação de uma grande rede de cooperação com boas práticas de conservação e de gestão compartilhada e participativa de bacias hidrográficas, especificamente dos rios Juqueriquerê, em Caraguatatuba, e São Francisco, em São Sebastião.

E de lá para cá, essa rede foi se fortalecendo, em 2018 com foco na educação ambiental e formação continuada nas áreas de pesca, turismo sustentável, artesanato, agricultura e gastronomia, além da implantação de um Sítio Escola, do Roteiro Caminho das Águas e do Programa “O Mar não está para lixo”, o projeto foi ganhando mais força e intensificando seus objetivos.

Na Terceira Etapa (2021-2023) o Projeto está com abrangência em 4 municípios: Bertioga, Ilhabela, São Sebastião e Caraguatatuba, SP, e atua em parceria com a Petrobras.


Informações imprensa:

Ana Carolina Gaivota

Comunicação Projeto Tecendo as Águas

11 96921-8343 – comunicacao@supereco.org.br