• supereco

Programa "O Mar não está pra Lixo", do Instituto Supereco, vem ao encontro da Agenda 2030 e do Plano

Em comemoração ao Dia Mundial da Água, o compromisso do Instituto Supereco e de seus parceiros foi reforçado com ações em prol do combate ao lixo no mar, nas águas doces e nos manguezais. Dos mutirões realizados pelo grupo “Ações em Rede”, mais de 350 kg de resíduos, com foco no microlixo, foram recolhidos das praias e deixaram de ir para o mar.


Lixo entregue pelos motoristas que estavam a caminho de Ilhabela/SP para a equipe do Projeto Tecendo as Águas

Criado pelo Instituto Supereco e incorporado ao projeto Tecendo as Águas, o Programa "O Mar não está pra Lixo" provocou reflexões estratégicas na comemoração do Dia Mundial da Água, em 22 de março.


O projeto esteve em Ilhabela, no Lançamento do Plano Nacional de Combate ao Lixo no Mar, do Ministério do Meio Ambiente, e fez um alerta à sociedade para olhar a gestão dos resíduos de forma integrada, uma vez que passa necessariamente por toda a extensão “terra e mar”, impactando águas doces, manguezais, oceanos e todas as suas comunidades.


Equipe do Instituto Supereco e o Ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles no Lançamento de Combate ao Lixo no Mar em Ilhabela/SP.

O projeto esteve em Ilhabela, no Lançamento do Plano Nacional de Combate ao Lixo no Mar, do Ministério do Meio Ambiente, e fez um alerta à sociedade para olhar a gestão dos resíduos de forma integrada, uma vez que passa necessariamente por toda a extensão “terra e mar”, impactando águas doces, manguezais, oceanos e todas as suas comunidades.

O Tecendo as Águas foi um dos projetos escolhidos pela Petrobras, parceira do Ministério do Meio Ambiente na ação, entre os projetos patrocinados pela estatal por suas boas práticas. A equipe esteve no arquipélago com fantasias alusivas aos animais marinhos, sensibilizando e orientando moradores e turistas sobre o combate ao lixo no mar, com a mochila falante com spots de sensibilização ambiental, além da exposição do painel de microlixo, que representou a alma dos animais marinhos que morreram em consequência do lixo no mar. A ação, que teve como objetivo sensibilizar as pessoas sobre o papel que cada um tem para a redução do lixo nos ambientes marinhos, nas águas doces e manguezais, atraiu a atenção de quem participou do evento pela sua criatividade.

A oportunidade só reforçou o trabalho que o Supereco vem realizando para cumprir vários dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, da Agenda 2030, especialmente o ODS 17 – Parcerias em Prol das Metas, quando a instituição articulou, em janeiro deste ano, uma rede de parceiros em torno de uma bandeira comum #omarnaoestapralixo.

Entre as ações, foi organizado, em sua sede, um encontro com representantes de organizações não-governamentais (ONGs), de instituições privadas e do poder público, e criado o grupo “Ações em Rede”, que é responsável por construir um painel de parcerias e oportunidades para 2019, a exemplo da campanha “Verão no Clima”, do Governo do Estado de SP, que mobilizou diversos atores.

Desde então, várias ações, muitas articuladas usando o WhatsApp, estão sendo realizadas em prol do combate à poluição por resíduos e da educação ambiental. Pelo menos 12 eventos já aconteceram pela animação desta rede, e mais 350 kg de resíduos, com foco no microlixo, foram recolhidos no período de janeiro a março, durante os mutirões de limpeza, com destaque para:

Praia do Guaecá: 43 kg

Praia das Cigarras: 8,5kg

Praia do Pier da Figueira: 230 kg

Praia do São Francisco: 70 kg

Total de lixo recolhido: 351,5 kg


Instituto Supereco – Rumo aos 25 anos

Organização da sociedade civil de interesse público (OSCIP), fundada em 1994, atua em diversos campos da educação, comunicação, conservação e sustentabilidade.

Oceano, águas, florestas, clima e sociedade são sua pauta ambiental!

Mais informações: www.supereco.org.br


Sobre o Tecendo as Águas

O projeto “Tecendo as Águas” conquistou dois prêmios importantes: 1º Lugar da categoria de Preservação dos Recursos Naturais do prêmio “LIF 2015 – Clima e Sociedade: a mudança começa em nós”, da Câmara de Comércio França-Brasil, e, ainda, "Melhores Práticas de Educação Ambiental e Gerenciamento de Recursos Hídricos de 2014”, durante o “XII Diálogo Interbacias de Educação Ambiental em Recursos Hídricos – Água & Energia”, além da representatividade entre os melhores projetos brasileiros selecionados pela Abong (Associação Brasileira de ONGs) para fazer parte da delegação brasileira no Fórum Social Mundial de 2015, na Tunísia, África. É também o responsável por fomentar a Rede São Francisco de Ecoempreendedorismo Social e o Grupo “Ações em Rede” que já reúne 12 instituições em prol da agenda pelos oceanos e pelo turismo sustentável.


Rede de Parceiros

Além do patrocínio da Petrobras, por meio do programa Petrobras Socioambiental, o Projeto Tecendo as Águas conta com uma rede de parceiros estratégicos como o Instituto Educa Brasil, Prefeitura de Caraguatatuba, Prefeitura de São Sebastião, Trata Brasil, CBH-LN (Comitê de Bacias Hidrográficas do Litoral Norte), CEAG (Centro de Educação Ambiental de Guarulhos), RefreshBrazil, OBME (Organização Brasileira das Mulheres Empresárias), APA Marinha Litoral Norte, ASPS (Associação Sebastianense de Promoção Social), Operação Praia Limpa e Vozes das Gotas.


LITORAL NORTE

Rua Maria Cristiano, 72 - São Francisco

São Sebastião - SP

CEP 11629-263

supereco@supereco.org.br

Tel. (12) 3862-0100

SÃO PAULO

Av. Eng. Luís Carlos Berrini, 550 cj 112

São Paulo - SP

CEP 04571-000

Este site foi desenvolvido com o patrocínio da Petrobras por meio do Programa Petrobras SocioAmbiental